Textos para descaregar | Clickar na Imagem

ECAH IAFOR.jpg
Dance and Resistance in Tango and Reisado:
Comparative Audio-Visual Research on Cultural Performance in Argentina and Brazil  

ECAH EuroMedia, Jurys Inn Brighton Waterfront, Brighton & Hove, UK, 2018

Comparative audio-visual research within Cultural Studies has emerged in recent years as an interdisciplinary form of critique and social intervention. In Latin America, many of the cultural manifestations of the body, which were previously discredited in academic circles, are currently at the centre of interdisciplinary research, thanks to their being captured “in situ” by performers, philosophers and cultural researchers in the form of audio-visual essays. Examples of this idea can be found in comparative research on traditional dances in Brazil and Argentina.

The audio-visual recording of artistic performances in urban spaces brings into the current debate the historical and choreographic links with the influence of Afro-descendant culture on both countries. Many body movements and choreographic cells are currently conceived as forms of resistance. I based my analysis on two audio-visual essays – In Corpo Tango and Philosophies of the Body in the Cariri of Ceará – that address Tango in Argentina and Reisado from Brazil.

In order to compare these corporal expressions, I conducted a film analysis of a synthetic set of choreographic cells. I intend to highlight the relational aspect of bodywork in these dances and fights by revealing the improvisation that is structured in duets and that which is re-enacted as a form of provocation and cultural resistance.

Keywords: body; audio-visual research; Argentina; Brazil; cultural resistance.

EDUCAR.jpg

 

Voces y cuerpos femeninos: educación y resistencia en el cine argentino

Corpos e vozes femininas: educação e resistência no cinema argentino

Feminine bodies and voices: education and resistance in Argentine cinema

Educar em Revista  Dossiê Educação Feminina: História e Memória
DOI: 10.1590/0104-4060.58764 - Qualis B2

https://revistas.ufpr.br/educar/article/view/58764/35902

The audiovisual history of women in Argentina puts in perspective the formal, thematic and stylistic markers behind the performance. Their vision of reality, the uses of the body and the processes of autopoiesis emphasize subjective aesthetic processes that transcend the social through acoustic and visual mediatization. Certainly, the history of theater, radio and Argentine cinema has not given the deserved attention to these artistic training processes and body education within the context of the history of women. The body in the filmic representation presents a little-studied historical aspect, which is part of an aesthetics of socio-cultural gender resistance. These processes resignify all our understanding of the politics of representation in Argentina, of the visible and the audible in the first three decades of the 20th century.

 

Keywords: Education of the body. Voice. Women. Resistance. Argentine cinema.

Processo de codificação gestual do tango-dança no cinema argentino

Anais do 18º Congresso Mundial de Antropologia IUAES World Congress, Florianópolis, 2018

 

O objetivo deste trabalho visa teorizar acerca da codificação gestual do tango dança e sua incidência nos processos de subjetivação produto dos documentários argentinos. A dramaturgia do tango e o cinema se desenvolvem juntos no início do século XX, sendo o tango, a partir dos anos 1930, um dos estilos centrais da indústria cinematográfica. O ônus da industrialização do cinema significou para os bailarinos e coreógrafos o declínio da expressão coreográfica improvisada diante da câmera e o empobrecimento da experimentação devido a que muitos diretores colocaram frontalmente as duplas para que repitam posses em grupos coreográficos atrás das estrelas da canção, segundo as diretrizes de produção do Star System. Os documentais modernos e contemporâneos argentinos reativam o tango dançado como dispositivo experimental dentro do espaço fílmico; este acontecimento lança diversas provocações de teor histórico, coreográfico e sociocultural reunindo performance e performatividade. Nesse espaço de experimentação buscamos acessar as diversas filosofias do corpo construídas a partir do tango dança.

 

Palavras-Chave: Corpo; Ritual; Cinema documentário; Tango; Drama Social Urbano.

O corpo no dispositivo fílmico documentário

IX REUNIÃO CIENTÍFICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS
Anais Abrace v. 18, n. 1 (2017), Campinas, Unicamp, 2018 -  ISSN 2176-9516

O objetivo deste trabalho é aprofundar o diálogo entre as teorias da performance e o dispositivo fílmico partindo das criações em tango-dança no discurso audiovisual argentino. Nosso eixo de análise remete ao conceito de processo de “criação por cortes” que organiza tanto a forma de composição cinematográfica, quanto à composição coreográfica do tango-dança; aspecto destacado no documentário El tango bailado de Mauricio Berú (1991). A análise fílmica deste documentário revela diversas relações entre o diretor e os performers subsidiando formas de convocação e subjetivação, assim como maneiras de composição a partir de células coreográficas comentadas. Para o estudo fílmico realizamos diversos exercícios propedêuticos de sistematização retomando três modelos básicos de representação do corpo no cinema: cenas de práticas ritualizadas (Off Stage), cenas de performances espetaculares (On Stage); e, entre o ritual e o espetáculo, um terceiro espaço fílmico (Back Stage), composto pelo subgrupo de documentários e curtas experimentais. Interessa-nos desvendar relações de performatividade estabelecidas entre o diretor e os personagens reais.

Palavras-Chave: Performance, Tango-dança, Cinema documentário, Criação, Mauricio Berú.

Cinema e filosofia: ato fílmico entre a  imagem do corpo e o corpo da imagem

Imagens que falam, Campinas: UNICAMP, 2015

Neste artigo trazemos alguns aspectos das análises fílmicas realizadas na pesquisa doutoral intitulada Cinema, corpo e filosofia: contribuições para o estudo das performances no cinema argentino. Para essa pesquisa desenvolvemos um arquivo gestual que apresenta rastros dos macro e micromovimentos do tango dança que persistiram e se transmutaram no decorrer do século XX como processo de codificação dessa dança em interface com o cinema argentino. Para introduzir paralelamente o problema do enquadramento nas cenas de tango no cinema argentino, produzimos uma série de imagens preliminares no Estudo Fotográfico In | CORPO | tango: Matrizes gestuais em tango dança, ambos trabalhos propedêuticos estiveram alinhados na afirmação de que o tango não se manifesta apenas como um ritmo musical ou um baile de salão, mas que, sendo um dispositivo dramatúrgico corporal inédito na história mundial da dança, foi configurado como uma visão filosófica do corpo e do mundo ancorada na América Latina.

Palavras-chave: Dramaturgia; performance em dança; cinema; corpo; filosofia

Cinema, Corpo e Filosofia: Contribuições para o Estudo das performances no cinema argentino

Instituto de Artes, Campinas: Unicamp, 2014

Neste trabalho pretende-se pesquisar e refletir sobre o corpo performático do tango interveniente na evolução estilística e nos modelos de representação da cinematografia argentina. Tomando como paradigma o processo de criação do corpo gestual codificado do tango dança dentro do espaço fílmico, o estudo propõe-se a investigar, em perspectiva histórica, as dimensões axiológica e estética a que serviram sas representações da dança nos períodos mudo, clássico, moderno e contemporâneo na Argentina. Essas criações fílmicas constituem um locus, âmbito do intercâmbio de saberes e práticas corporais ritualizadas e espetaculares do povo, e no contexto sociocultural o tango opera como uma categoria de análise estética e de transmissão de valores que constitui um verdadeiro sistema de representação social. Esta pesquisa revelou, nas análises fílmicas e nos estudos fotográficos e coreográficos realizados, de maneira participante, o papel do tango dança na consolidação de uma linguagem cinematográfica característica, cuja dimensão tem sido sistematicamente ignorada pela historiografia. O corpus fílmico organizado neste recorte permite fundar e fundamentar, do ponto de vista imagético, uma discussão estética, mostrando a presença de operações próprias da linguagem cinematográfica, inerente à concepção coreográfica e à filosofia do corpo presentes no tango dança.


Palavras-chave: Cinema. Filosofia. Corpo. Performance. Tango dança.

Ruidos, rumores e vozes da linguagem em Freud e Proust
Noises, rumors and voices of the language in Freud and Proust
Instituto de Filosofia e Ciências Humanas IFCH, Campinas: UNICAMP, 2008
 
The present research analyses the concept of divided subject, memory and language in La prisonnière (1923), a posthumous novel by Marcel Proust (the fifth volume of the À larecherche du temps perdu series). The study is carried out in the light of the theory ofmemory and language by Sigmund Freud in one of his earliest papers On Aphasia (Zur Auffassung des Aphasien (1891)). In our study, fiction and theory appear side by side. The argument derived from the present investigation is that La prisonnière opposes Proust’s aesthetic doctrine explicit in the last volume of Recherche thus raising a new issue regarding the knowledge of the subject. Shifting from the optical metaphor to the speculation of sonority, La prisonnière is concerned with language perception: of noises, songs, voice, and finally music, forming a language theory in fiction. Freud’s study on aphasia provides a model for the initial apprehension of the subject-language-world relationship, in which, parting from the language flaws, the concepts of memory, representation and object are also relocated
.
Palavras-chave: Sujeito; Linguagem; Afasia; Memória; Filosofia; Sigmund Freud; Marcel Proust
iasp al.jpg

Tango una Filosofia del Abrazoi

Congresso IASPM AL, La Habana Cuba, 2006

https://drive.google.com/file/d/0B3CBLYX406q2VHZHdkNwYXNmbUE/view


Pretendo traer algunas conclusiones filosóficas de mi experiencia de reflexión vinculada al Grupo de Trabajo Tango y cultura del Río de La Plata (Unicamp). Retomaré los fundamentos adoptados en la enseñanza de las claves de “creación e improvisación” en Tango-danza y los efectos de transmisión resultantes de esa experiencia. Conjuntamente la enseñanza tradicional del baile, se desarrolla una “reflexión filosófica” grupal sobre el
cuerpo en el Tango-danza. Se pone en evidencia la complejidad específica del “abrazo” en el tango, eje de un abordaje estético de ese fenómeno creativo y popular de origen  latinoamericano. De esta aproximación surge una hipótesis filosófica sobre la creación en  Tango-danza, a saber, que el abrazo, en el lenguaje del Tango, opera como un médium
inmediato de conexión entre el cuerpo y la música. El concepto filosófico benjaminiano de medium de la comunicación, posibilitó  ensar al abrazo, no como forma de dominio del cuerpo propio y del semejante, sino ejerciendo un tipo de comunicación entre diferentes constelaciones en tensión. Buscamos mostrar que, además de desactivar las ecuaciones
 corpo=organismo” y “movimiento=deporte”, el Tango improvisación, dispone a la pareja de bailarines (lleva-sigue) hacia una forma de comunicación inmediata   comunicante-comunicado); cuyos argumentos constitutivos (células coreográficas
populares) pertenecen a un discurso estético original irreducible a series coreográficas dadas o a formas de captura que pretendan sistematizarlo y banalizarlo.

Palabras claves: Filosofía; Tango; Cuerpo

Corpos secos e corpos molhados: representações da cultura popular entre os pampas e o sertão XXIII Encontro Socine, Goiania, 2019


O presente trabalho no escopo dos Estudos Comparados das filmografias de América Latina tem por
objetivo investigar as representações fílmicas das produções poéticas, musicais e coreográficas da cultura
popular dos cinemas de Brasil e de Argentina; enfatizando aquelas que expõem figuras de desestabilização e
crítica social. Incursionamos em filmes que se encontram por fora do tradicional eixo Rio - Buenos Aires e cujos
diretores destacam as representações populares dos pampas e do sertão.


Palavras-chave: Cinema; Estudos comparados; Cultura Popular; Brasil; Argentina.
 

Coreografias traçadas na luz: o tango dança no primeiro cinema argentino

Vivomatografías. Revista de estudios sobre precine y cine silente en Latinoamérica  ISSN 2469-0767 -

Año 2, n. 2, diciembre de 2016, 180-225.

http://www.vivomatografias.com/index.php/vmfs/article/view/101

Neste trabalho se pretende refletir sobre o corpo performático do tango no primeiro cinema argentino. As performances de tango constituem um locus, âmbito de intercâmbio de saberes e práticas corporais, ritualizadas e espetaculares que no contexto sociocultural de emergência opera como um verdadeiro sistema de representação social, se tornando uma categoria de análise estética. Nos seis filmes comentados se observam aspectos chaves da codificação corporal do tango dança que compartilha procedimentos criativos com a linguagem cinematográfica na sua composição por cortes, dimensão que tem sido sistematicamente ignorada pela historiografia.


Palavras-chave: primeiro cinema argentino; corpo; tango dança; performance; filosofia.

O diapasão da lembrança em A prisioneira de Marcel Proust

Confluindo Tradições Estéticas, Richochette, UFG Goiás, 2016

Neste trabalho propomos abordar os caminhos sonoros percorridos pelo herói proustiano no romance A prisioneira, quinto da série que compõe Em busca do tempo perdido de Marcel Proust. O herói apresenta uma mise en scène do método de interpretação que adota para acessar uma realidade mais plena na busca de sua verdade. Esse método, baseado no trabalho associativo, transforma seu corpo em um aparelho de percepção que funciona como um instrumento criador, à maneira de um diapasão, ecoando diversas camadas sonoras de ruídos, vozes, cantos, música. As reflexões sobre a imagem acústica contribuem com a ideia de que A prisioneira produz uma reviravolta estética, um deslocamento-chave no interior da Recherche, da metáfora óptica para a especulação linguística e, fundamentalmente, acústica. Este movimento expressa um vaivém entre o sem sentido do ruído e o sentido do sonoro, entre o caráter imediato da impressão direta e o distanciamento que produz a lembrança, como mecanismo psíquico do sujeito ficcional de nomeação e descoberta de sim.

 

Palavras-Chave: Filosofia contemporânea; Corpo; Som; Subjetividade; Marcel Proust

CHORÉOGRAPHIE:  O Corpo como dispositivo de Criação entre a Dança e o Cinema
Anais XVI Congresso de História da Educação do Ceará. V. 1, 2017, ISSN 2237-2229 pág. 750-760. Ico, 2018 -
http://fedathi.multimeios.ufc.br/chec/anais/2017/anais/anaisXVI-chec-2017.pdf 

Nesta comunicação pretendo transitar algumas relações entre a história do corpo e a filosofia; mais especificamente a partir de um percurso que, desde há alguns anos, vêm me comovendo pelas discussões que abre no campo da educação do corpo (SOARES, 2014, p. 219). Neste sentido é importante advertir que nosso foco de interesse se centra na história do corpo nos países de América Latina e, neste trabalho especificamente, em práticas pouco estudadas que tiveram efeitos educativos na Argentina. Buscamos mapear aspectos pedagógicos chaves do dispositivo fílmico argentino, nos efeitos de transmissão da dança mais representativa desse país, o tango.

Walter Benjamin, Johann George Hamann : considerações sobre a origem e a essência espiritual da linguagem

Unicamp, Campinas, Brasil

A presente pesquisa parte do interesse de Walter Benjamin (1892-1940) em redor do problema da origem e da essência espiritual da linguagem no período de sua juventude. Em 1916, Benjamin escreve o ensaio 'Sobre a linguagem em geral e sobre a linguagem humana', fonte principal deste estudo. Mostraremos que, uma referência de crucial importância para a compreensão desse controvertido ensaio, é a figura do escritor préromântico Johann Georg Hamann (1730-1788). A menção benjaminiana de Hamann opera, neste sentido, como ponto de apoio provocador e imprescindível para nossa análise. Em seus próprios contextos históricos, Benjamin e Hamann, fazem uma forte crítica aos conceitos de conhecimento e de experiência sustentados pela Aufkliirung e condensados por Kant. Na crítica dirigida por Benjamin e Hamann ao primado do fenômeno processual kantiano, tomam relevância as 'Idéias das Teologia' e a 'experiência mágica da Revelação', formando parte de um percurso extremamente provocador para a Filosofia Contemporânea. A abordagem benjaminiana da linguagem, em confluência explícita e implícita com Hamann, possibilita o desenvolvimento do presente estudo filosófico de ambos autores. Porém, para uma melhor compreensão do ensaio benjaminiano Sobre a linguagem, levaremos especialmente em conta dois textos bamannianos citados por Benjamin: 'Estética in nuce. Rapsódia em prosa cabalística' (1762) e 'O cavalheiro rosacruz, última opinião sobre a origem divina e humana da linguagem' (1772) 

DOCUMENTAL ARGENTINO CONTEMPORÁNEO: LA IDENTIDAD CULTURAL A TRAVÉS DE LAS IMÁGENES DE TANGO

3er Simposio Internacional de Comunicação ECA USP Celac, 2010

http://www.revistas.usp.br/extraprensa/article/view/77229/81093

 

Pretendo analizar aspectos claves de la relación entre cine documental argentino y filosofía, retomando mi investigación de doctorado. Como recorte temático escogí cuatro documentales de jóvenes realizadores argentinos sobre tango. En las últimas décadas se produce un número importante de documentales que comparten el mismo momento histórico con el Nuevo Cine Argentino y dialogan sobre la crisis política, social y cultural que vive el país. Dichos documentales otorgan voz a las poéticas del tango elevando la imagen hacia una nueva síntesis estética. La captura de esta representación popular latinoamericana acciona dispositivos subjetivos y narrativos autobiográficos e interpela axiologicamente el papel del tango en el cine argentino, así como sus usos a nivel mundial. Resaltamos los mecanismos de ruptura con el cine comercial destacando las entrevistas, los ensayos, las performances artísticas y la reconstrucción histórica.

Palabras clave: Documental; subjetividad; tango; identidad

Ética do Encontro a partir da pesquisa ausiovisual:

Enecutl, Salvador, BA, 2018

 O presente trabalho visa discutir e teorizar aspectos éticos da investigação audiovisual na fronteira entre o filme documentário e o denominado “ensaio fílmico” tomando como objeto de reflexão o processo de pesquisa empírica, registro imagético, edição e exibição do curta-metragem Filosofias do corpo no Cariri cearense (LÓPEZ GALLUCCI, 2018). Partindo dessa experiência de pesquisa audiovisual retomaremos os questionamentos éticos associados ao discurso documentário, à etnografia fílmica e às provocações filosófico-críticas do filme ensaio, cujas metodologias têm colocado em xeque as formas de subjetivação associadas à pesquisa empírica tradicional. Sendo o cinema entendido como um dispositivo de subjetivação que permite mostrar e sinalizar ao outro como eu o vejo (ROUCH, 1998; FREIRE, 2007), isso não exime o pesquisador de confrontar múltiplas aporias, entre “ver” e “poder” (COMOLLI, 2004) produtos de sua própria inserção em campo (FRANCE: 2008; GUBER, 2005). Ainda em sua primeira fase, esta investigação audiovisual das manifestações do corpo na cultura popular caririense, ao assumir a dança como parte da herança cultural do povo (ZEMP, 2013) se lança para uma indagação teórica que possa orientar novas políticas na preservação de células coreográficas, aspectos filosóficos vinculados ao corpo e suas gestualidades. A investigação sinaliza os processos de esquecimento sugeridos pelos próprios artistas, produtores, brincantes e bailarinos dos grupos de base que estão se mobilizando para minimizar o apagamento das memórias da arte corporal coletiva no Cariri.    
 

Palavras-Chave: pesquisa audiovisual; ética; filosofias do corpo; esquecimento; identidade.
 

Lecturas del Joven Benjamin

Revista Nadja N 3 La Huella y el pensamiento judio. De las 47, Rosario, 2001

https://www.academia.edu/33579481/Lecturas_del_joven_Benjamin_Revista_Nadja

Posibilidades y recursos en la enseñanza del “Tango Improvisación” en la Universidad Pública en Brasil

3er Seminário Internacional de Ciência e Tecnologia em América Latina, Coordenadoria de Relações Internacionais, CORI

Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (UNICAMP)

CAPES

 

Pretendo traer algunas conclusiones filosóficas de mi experiencia de reflexión vinculada al Grupo de Trabajo: Tango y cultura del Río de La Plata (Unicamp). Retomaré los fundamentos adoptados en la enseñanza de las claves de “creación e improvisación” en Tango-danza y los efectos de transmisión resultantes de esa experiencia. El desafío fue desarrollar, conjuntamente a la enseñanza tradicional del baile, una “reflexión filosófica” grupal sobre el cuerpo en el Tango-danza. Se pone en evidencia la complejidad específica del “abrazo” en el Tango, eje de un abordaje estético de ese fenómeno creativo y popular. De esta aproximación surge una hipótesis filosófica sobre la creación en Tango-danza, a saber, que el abrazo, en el lenguaje del Tango, opera como un médium inmediato de conexión entre el cuerpo y la música. El concepto filosófico benjaminiano de medium de la comunicación, posibilitó pensar al abrazo, no como forma de dominio del cuerpo propio y del semejante, sino ejerciendo un tipo de comunicación entre diferentes constelaciones en tensión. Tentamos mostrar que, además de desactivar las ecuaciones “cuerpo=organismo” y “movimiento=deporte”, el Tango improvisación, dispone a la pareja de bailarines (lleva-sigue) hacia una forma de comunicación inmediata (comunicante-comunicado); cuyos argumentos constitutivos (células coreográficas populares) pertenecen a un discurso estético original irreducible a series coreográficas dadas o a  formas de captura que pretendan sistematizarlo y banalizarlo.

PALABRAS-CLAVES: Tango-danza. Filosofía. Música Popular. Sujeto. Cuerpo.

2019 Livro Resistencia.jpg
 
ÉTICA DO ENCONTRO A PARTIR DA PESQUISA AUDIOVISUAL: REFLEXÕES SOBRE O CURTA “FILOSOFIAS DO CORPO NO CARIRI”
ISBN 978-85-7247-203-6   DOI 10.22533/at.ed.036192803 

O presente trabalho visa discutir e teorizar aspectos éticos da investigação audiovisual na fronteira entre o filme documentário e o denominado “ensaio fílmico” tomando como objeto de reflexão o processo de pesquisa empírica, registro imagético, edição e exibição do curta-metragem Filosofias do corpo no Cariri cearense (2018). Partindo de uma experiência filosófica de entrada em campo para a pesquisa audiovisual retomaremos os questionamentos éticos tradicionalmente associados ao discurso documentário, à etnografia fílmica e às provocações filosófico-críticas do “ensaio fílmico”, cujas metodologias têm colocado em xeque as formas de subjetivação associadas à pesquisa empírica tradicional. Sendo o cinema um dispositivo de subjetivação que permite mostrar e sinalizar ao outro como eu o vejo (ROUCH, 1998; FREIRE, 2007), isso não exime o pesquisador de confrontar múltiplas aporias, entre “ver” e “poder” (COMOLLI, 2004) produtos de sua própria inserção em campo (FRANCE: 2008; GUBER, 2005). Ainda em sua primeira fase, esta investigação audiovisual das manifestações do corpo na cultura popular caririense, ao assumir a dança como parte da herança cultural do povo (ZEMP, 2013) propõe uma indagação através da reflexão filosófica em redor do registro fílmico das performances e oralidades que possa orientar novas políticas na preservação e transmissão, tanto das células coreográficas e rítmicas, quanto de aspectos simbólicos vinculados ao corpo e suas gestualidades. A investigação sinaliza processos de esquecimento sugeridos pelos artistas dos grupos de base que estão se mobilizando para minimizar o apagamento das memórias das artes populares no Cariri. PALAVRAS-CHAVE: pesquisa audiovisual; ética; filosofias do corpo; esquecimento; identidade

© 2017 2019 by PhD. Natacha Muriel López Gallucci

  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram ícone social
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now